marca do Jornal A TARDE

 
 
  • Início
  • Artigo
  • Necessidade absoluta: Ferramentas de Business Intelligence
http://maisti.atarde.com.br/wp-content/uploads/2018/08/business_intelligence-100371457-large-960x600_c.jpg

Necessidade absoluta: Ferramentas de Business Intelligence


Escrito por: Daniel Messeder  (Diretor na Falqon)


 

Atualmente, observamos uma crescente necessidade das empresas analisarem as informações relativas aos seus próprios negócios de forma ágil e versátil, especialmente no atual momento da economia. Afinal de contas, a elaboração de novas estratégias para adaptações ao mercado depende diretamente da velocidade e da qualidade de acesso a essas informações e, quanto maior a praticidade, maiores as possibilidades de potencializar o crescimento da empresa como um todo. Para seguir na direção correta, torna-se imprescindível investir em novas formas de organizar e entender os seus próprios dados para que as organizações possam ser mais assertivas quanto ao cumprimento de suas metas¹.

Entretanto, mais de 70% das empresas no Brasil não utilizam ferramentas de BI para o gerenciamento de dados, relatórios e gestão de desempenho, de acordo com pesquisa realizada em 2017 pela Resultados Digitais², em conjunto com a Rock Content, empresa especializada em marketing de conteúdo. De acordo com o estudo, ainda observa-se um considerável número de organizações que criam relatórios, gráficos e análises por meio de processos manuais, planilhas em Excel e consultas diretas ao banco de dados. Essa realidade, além de complexa, demanda muito esforço e tempo por parte da equipe técnica, se mostrando ineficiente em meio a um cenário arrojado e competitivo.

Para amenizar este cenário, muitas empresas têm investido em ferramentas self-service de baixo custo que facilitam consideravelmente o acesso às bases de dados e que também auxiliam na construção de relatórios e visões estatísticas. Diversas ferramentas com essas funcionalidades, como o Qlik Sense da Qlik ou Power BI da Microsoft, estão sendo adotadas, facilitando o acesso direto às bases e o desenvolvimento pelos gestores de suas próprias análises por meio do famoso “drag and drop” (clicar e arrastar) e o melhor: tudo isso sem a clássica dependência de uma robusta equipe de TI.

O fato é que, em um mercado onde informação literalmente é dinheiro, torna-se imprescindível investir em análise de dados e ferramentas de BI que proporcionam de maneira dinâmica e ágil a elaboração de relatórios e visões analíticas. De todo modo, não basta ter um arsenal de ferramentas de análise sem que as informações estratégicas estejam disponíveis para processamento. Os ingredientes principais para qualquer BI são os dados que são extraídos das bases diversas através de processos sofisticados de ETL (extract, transform and load) para posterior interpretação e utilização por parte dos usuários chave. As tecnologias de BI disponíveis no mercado também auxiliam significativamente neste processo de extração e coleta de dados, mais um motivo para as organizações investirem nessas soluções.

A boa notícia é que o mercado está cada vez mais apostando em ferramentas de análise.  De acordo com o estudo da Frost & Sullivan³, a previsão é que sejam investidos, apenas no Brasil, U$965 milhões em 2018 com Business Intelligence, Analytics e Big Data. Isso já ilustra que as empresas estão alinhadas com a tendência de que as ferramentas de BI não são apenas um diferencial, mas sim uma necessidade absoluta.

 

[Referências]:

 

¹https://exame.abril.com.br/negocios/dino/inteligencia-de-negocios-puxa-crescimento-da-tecnologia-mercado-que-movimentou-us-38-bi-em-2017/

 

²https://www.itforum365.com.br/tecnologia/maioria-das-empresas-de-ti-no-brasil-nao-usa-business-intelligence/

 

³ https://exame.abril.com.br/negocios/dino/us-965-milhoes-em-2018-o-promissor-mercado-dos-dados-requer-integracao/

 

http://farolbi.com.br/business-intelligence-as-5-ferramentas-mais-conhecidas-do-mercado/

 

https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/07/indicadores-de-confianca-na-economia-tem-recuo-generalizado.shtml

 

https://oglobo.globo.com/economia/mercado-eleva-projecao-para-inflacao-em-2018-reduz-para-crescimento-da-economia-brasileira-22866681

Victor Mansur

Outras postagens de

Menu