marca do Jornal A TARDE

 
http://maisti.atarde.com.br/wp-content/uploads/2016/08/cia-usa-pokemon-GO-para-espionar-as-pessoas-1-960x600_c.jpg

O Pokémon GO e a teoria da conspiração


cia-usa-pokemon-GO-para-espionar-as-pessoas

O assunto Pokémon GO não é mais novidade para a maioria. Para aqueles que ainda não tem noção do que se trata, é um jogo de realidade aumentada para celular que vem ganhando o mercado de todo o mundo, sendo lançado no Brasil na semana passada.

Como qualquer APP ou recurso da internet que viraliza, o Pokémon GO vem sendo alvo de algumas teorias conspiratórias. Mesmo sem saber se tudo isso é verdade, o público fica com um pé atrás sobre todas as informações.

A teoria começa quando descobre-se que o fundador(John Hanke) da Niantic, empresa criadora do Pokémon GO, já possuiu uma outra empresa (Keyhole), que mantinha relações com a CIA. A Keyhole foi uma empresa adquirida pelo Google para dar origem ao Google Earth.

Todas as informações acima são fatos e podem ser pesquisados na internet, porém, o que reforça esta teoria é o questão de no lançamento do jogo, o APP solicitar acesso total à conta do gmail, o que foi corrigido logo em seguida.

Outra questão que circula em rodas de usuários do jogo é que o APP utiliza cada captura de Pokémon feita para armazenar fotos dos locais onde as pessoas se encontram, sendo que, se isso for feito dentro de casa, pode oferecer informações privilegiadas.

A verdade é que sem o jogo ter acesso à sua localização e sem habilitar a câmera, não existe a possibilidade de jogar, pois são essenciais para o funcionamento. APPs como Facebook, Instagram e SnapChat solicitam as mesmas permissões para seus usuários.

Muitas teorias são levantadas acerca de aplicativos que estão em destaque. Isso gera mídia, seja ela negativa ou positiva, e essa mídia gera curiosidade e acessos. Ninguém sabe onde iniciam estas informações e onde elas querem chegar. Teoria da conspiração existe em muitos nichos e sempre existirá. Devemos ficar atentos e analisar os fatos, porém, não podemos simplesmente viver em função disso e replicar aquilo que não conhecemos.

 

Victor Mansur

Outras postagens de

Menu