marca do Jornal A TARDE

 
  • Início
  • Notícias
  • Fundação Itaú e Fundação Alphaville apostam na Aceleradora Vale do Dendê e no fortalecimento de startups em Salvador
http://maisti.atarde.com.br/wp-content/uploads/2017/11/LOGO-2-960x600_c.png

Fundação Itaú e Fundação Alphaville apostam na Aceleradora Vale do Dendê e no fortalecimento de startups em Salvador


Com apoio da Endless, 30 empreendedores das áreas de design, moda, gastronomia, artes e tecnologia serão beneficiados pelos ciclos de aceleração

Salvador sediou no último dia 23 de novembro (quinta-feira), no Palácio Rio Branco, o Lançamento do Edital da Aceleradora Vale do Dendê. Fruto da união entre o publicitário Paulo Rogério Nunes, o Prof. Dr. Hélio Santos, a relações públicas Ítala Herta e o jornalista Rosenildo Ferreira, a Aceleradora surge com a missão de impulsionar startups nas áreas de design de moda, gastronomia, artes (música, literatura e audiovisual) e tecnologia, por meio de investimentos – diretos e indiretos – de até R$ 200 mil reais em consultorias, por cada ciclo de operação.

Foto: Ulisses Dumas

Com o patrocínio da Fundação Itaú e da Fundação Alphaville, a Aceleradora selecionará ao todo 30 empreendedores criativos, onde 10 deles terão espaço fixo de trabalho no coworking da Vale do Dendê e os demais terão acesso à rede de networking nas áreas de tecnologia, educação e finanças, além de participarem de dinâmicas de pré-aceleração, como forma de melhorarem sua competitividade no mercado, tornando-os aptos à participação de novas rodadas de aceleração.

Foto: Ulisses Dumas

Segundo Camila Feldberg – Gerente de Fomento do Itaú Social, “Nosso modelo de fomento considera estratégico o apoio a organizações que priorizam o desenvolvimento integral de jovens como motor primeiro para o fortalecimento socioeconômico e garantia de direitos em seus territórios de atuação. Nesse sentido, não só apostamos nas soluções geradas por essas juventudes como um importante ativo de desenvolvimento local, como também nos são muito caras ações que ampliam oportunidades para jovens da periferia”. Para Giovana Kill – Presidente do Conselho da Fundação Alphaville, “Apoiar as vocações locais e atuar para fortalecê-las é a premissa de nossa atuação. A aproximação com a causa faz da relação entre a Fundação Alphaville e o Vale do Dendê mais do que uma parceria em projeto: é uma combinação de metodologias que visa a autonomia dos jovens e novas oportunidades de desenvolvimento comunitário para nosso país”, afirma.

De acordo com Rosenildo Ferreira – responsável pelo marketing e captação de recursos, “Ao longo dos últimos oito meses, realizamos inúmeras reuniões com investidores, ONGs empresariais e empresas de grande porte, brasileiras e estrangeiras. Todos os gestores que nos receberam entenderam, de imediato, o potencial de Salvador e nos parabenizaram pela iniciativa de criar o escritório Vale do Dendê. Podemos dizer que, num ano marcado por sucessivas crises políticas que retardaram a retomada da economia, fomos muito bem-sucedidos no esforço de captação de recursos”

Contando com o apoio da Endless – empresa de tecnologia nascida no Vale do Silício – a aceleração funcionará de forma diferenciada, a exemplo da contrapartida dada pelos empreendedores que deverão devolver, na forma de serviços comunitários, uma parte do investimento em capital intelectual que será realizado em suas startups. Para Mariana Barbosa – Gerente de Comunicação e Estrategista de Conteúdo da Endless, “É uma honra apoiar um projeto como o Vale do Dendê, cuja missão está totalmente alinhada com o propósito da Endless. Acreditamos no poder transformador da tecnologia e com essa parceria queremos acelerar a inclusão digital”, afirma.

Segundo Paulo Rogério – cofundador da Vale do Dendê e consultor afiliado da Universidade Harvard, “Salvador, por questões estruturais, ainda não faz parte do cenário internacional quando o assunto é economia criativa. Inspirado em iniciativas que usam esta economia como vetor de desenvolvimento – a exemplo de Cartagena, Medellin e Nova Orleans – acreditamos que o desenvolvimento das cidades (e aqui nos referimos especialmente a Salvador), acontecerá quando esses ativos culturais de viés econômico forem valorizados de verdade”, afirma.

Servindo como base de apoio e espaço de desenvolvimento, a Aceleradora ocupará a partir de 2018 um casarão situado no Pelourinho – Centro Histórico, com o objetivo de conectar os empreendedores de todos os cantos da cidade – especialmente os jovens moradores das periferias – que terão a oportunidade de acessar programas inovadores nas áreas de qualificação técnica e mentorias voltadas para o desenvolvimento de negócios disruptivos.

Para Ítala Herta – diretora operacional da Vale do Dendê, “Vivemos um momento ímpar de destaque para as novas produções artísticas, musicais e culturais da cidade. Podemos afirmar, sem nenhuma dúvida, que é chegado o momento de promover e estimular um olhar devolutivo para Salvador, estimulando o potencial criativo do soteropolitano e dando escala protagonizada para as produções que até então estavam invisibilizadas.”, conclui.

Na oportunidade, foi também apresentado o resultado de uma pesquisa digital sobre a marca SALVADOR usando recursos de Business Intelligence e Inteligência Artificial em uma parceria da Aceleradora Vale do Dendê e a agência de publicidade Peppery, de São Paulo, que monitorará durante os próximos meses os avanços e gargalos relacionados à inovação, criatividade, tecnologia, negócios e economia da cidade.

O evento contou ainda com a palestra “Fazendo o melhor, da melhor maneira em Salvador”, proferida pelo Prof. Dr. Hélio Santos (chefe das mentorias e responsável pela articulação com o poder público e a academia na Vale do Dendê), além de visita técnica à sede do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC-BA) e apresentação do grupo Duo B.A.V.I.

Maiores detalhes sobre o edital podem ser conferido no endereço www.valedodende.org

 

Fonte: Criativos Coletivos

Victor Mansur

Outras postagens de

Menu